Pular para o conteúdo principal

Postagens

Por que usar pseudônimos?

Vários escritores utilizam pseudônimos quando querem arriscar um gênero literário novo, para fugir de perseguições, evitar que os leitores o reconheçam, facilitar a memorização daquele nome artístico... Há centenas de razões para essa escolha.
  Eu, por exemplo, assino minhas obras como R. Soares a fim de que caso algum leitor seja atendido por mim (estou cursando Medicina atualmente) não haja conflito de ideologias entre ''eu MÉDICA'' com o paciente. É claro que ''a escritora'' e ''a médica'' serão a mesma pessoa, porém, no ambiente hospitalar, eu gostarei de ser vista como a profissional que pratica medicina e não a escritora que publicou obras sobre tráfico de drogas, política, romance...
  Quanto à escolha do nome, existem várias opções. Você pode escolher um pseudônimo que não tenha relação com o seu nome e portanto, aumentando o grau de distanciamento. Ou pode escolher um que lhe ''esconda'', mas nem tanto. Tal como…

Tríade da Aprovação no Vestibular/Enem

Equilíbrio entre alimentação adequada, estudo e descanso é a tríade de sucesso dos estudantes aprovados. 

  Vários estudantes acham que o segredo do sucesso está em: estudar até cair no sono, tomar doses absurdas de café e/ou outros estimulantes e descansar pouco. NÃO. Estudar é importante, mas todas as provas, especialmente provas longas como ENEM, exigem resistência. E para ter resistência, você deve estar bem alimentado e descansado.
  Sei que é um período estressante e cheio de dúvidas. Afinal, você não sabe se irá passar, se está fazendo a escolha certa e se precisará se mudar para longe da família depois que for aprovado. Além disso, há a questão das faculdades particulares e públicas + a enorme concorrência. Independente disso, se você fizer a sua parte e cuidar dessa tríade, garanto que suas chances ficam bem maiores.
  Em todas as minhas provas de vestibular e enem existiam estudantes que:
- cochilavam
- distraiam-se com balas, chicletes, chocolates, frutas e salgadinhos
- de…

Faça amigos, NÃO se isole!

Cidade nova, amigos novos, casa nova. Para muitos, o início na rotina da faculdade será acompanhado por outras novidades e desafios. Sei que fazer amigos nem sempre é fácil, especialmente se a pessoa for mais tímida. Isso requer diálogo, procura por pontos em comum e tempo.
  Quando a pessoa é naturalmente comunicativa, socializar é algo simples, tal como escovar os dentes ou escolher uma roupa. Porém, se você for mais tímido, o ''antissocial'' do grupo, isso pode ser comparado ao primeiro dia atrás do volante de um carro. É assustador. E no caso da faculdade, você começa a pensar coisas como: será que vão gostar de mim? Terei amigos para os seis/ cinco/ quatro/ três anos? Com quem vou almoçar? Ele/ela é uma pessoa confiável? Se eu quiser ficar um pouco sozinho vão me chamar de antissocial? .....
  Mesmo assim, o meu conselho é: vá em frente! Ficar sozinho será um martírio quando você precisar de um ombro amigo após os problemas da faculdade. Por isso, quanto antes você…

Resenha critica Dom Casmurro - Machado de Assis

Quem nunca leu a obra que consagrou a frase ''Olhos de cigana oblíqua e dissimulada''? Eu só poderia estar me referindo à clássica obra Dom Casmurro, escrita por Machado de Assis! O sucesso desta obra perdura por décadas e hoje ainda é uma das histórias mais analisadas.  

Resumo:
Bento Santiago, um advogado solitário, decide contar sobre sua vida, revisitando fatos de sua infância, adolescência e vida adulta. Munido de um vocabulário sarcasticamente impecável, ele tece comentários sobre todos ao seu redor, incluindo sua futura esposa Capitu e seu possível envolvimento com o amigo Escobar, embora este seja casado com Sancha.

1- IDEIA DA OBRA
A forma como o autor mesclou a crítica de costumes com o enredo é surpreendente. Durante as páginas vemos ''Bentinho'' resmungar de dezenas de fatos e personagens, quando muitas situações aconteciam realmente na época em que a obra foi escrita. Ou seja, a obra também detém a   função chocar a sociedade mostrando suas i…

Resenha Crítica de Meu Porto Seguro - Mithiele Rodrigues

Hoje é dia de resenha crítica! Escolhi o livro ''Meu Porto Seguro'' da autora Mithiele Rodrigues. 

Li esse livro na Amazon e após a minha avaliação, vou deixar o link para quem quiser lê-lo também. A avaliação será baseada em 4 pontos, sendo que sempre acrescentarei um 5 ponto comentando a escolha do título, nomes dos personagens e cenários.  

Resenha: Taylor tenta fugir de alguém do passado mudando de cidade, porém, lá, ela acaba tendo um caso com Max, um homem rico e que gosta de curtir a vida. Ela considera ser algo de uma única vez e arranja um emprego novo, apesar de ainda pensar no homem misterioso. No novo trabalho descobre que seu ''amante de uma noite'' na verdade é seu chefe. É então que Max decide conquistar Taylor, apesar de notar que há algo estranho acontecendo toda vez que ela recebe ligações ou mensagens. Tais ligações/mensagens a fazem temer pelo futuro dos dois e apesar de querer ser independente, Taylor precisará aprender a pedir ajuda.…

Dormi na aula?

Quem nunca dormiu em aula que atire a primeira pedra! Sim, eu já dormi em aula. Sei que o investimento dos meus pais não é pequeno, então dormir na aula seria uma espécie de desperdício. Porém, eu simplesmente não consegui ficar acordada em alguns momentos.    Sempre tentava manter os meus olhos abertos pelo maior tempo possível, até vir um ''tsunami do sono''. Chamo de tsunami, pois era uma ''onda de sono'' enorme, que me fazia dormir sentada, com a coluna reta ou apoiada no meu punho. Não sou do tipo de pessoa que baixa a cabeça na mesa e dorme como se nada estivesse acontecendo ao redor. Eu realmente tento me manter acordada. Acredite! Inclusive já escrevi dezenas de coisas erradas no caderno, simplesmente porque estava tentando ficar acordada, mas meu cérebro estava sonolento, resultado: misturei ''sonho'' e realidade.    Por causa disso, ao longo dos meses fui desenvolvendo técnicas para ajudar a me mantar desperta. 
1-ESCREVA Se voc…

Organização pré-prova

Sabe aquela frase ''Não deixe para fazer amanhã o que você poderia fazer hoje''? Vários estudantes colocam em prática o oposto, ou seja: não deixe para fazer HOJE o que você poderia fazer AMANHÃ. À princípio isso não é tão ruim, porque acaba dando tempo de compensar depois. Mas e se o depois for a data da prova? Já pensou nisso?!   Nem sempre as faculdades e colégios possuem um calendário tão rígido que faça o estudante ter provas toda semana. Se esse for o seu caso, não tem muito o que fazer, porque você inevitavelmente irá estudar regularmente. Porém, e se você for como eu que tem um calendário com espaços de mais de 20 dias sem prova?   Concordo que é tentador enrolar e ir postergando o estudo. Existem muitas outras atividades mais divertidas do que ficar sentado lendo algo específico/técnico durante horas. É cansativo e chato, mas a vida não é feita só de diversão e por isso você deve ter em mente as suas responsabilidades estudantis.  No caso de ter um calendári…