terça-feira, 11 de julho de 2017

Como escolher nomes de Personagens?

  Em relação ao nome dos personagens, eu acredito que não haja um atalho. Você só precisa ter em mente a nacionalidade do personagem. Exemplo: se você chamar um personagem de Hans, o leitor, automaticamente, pensará em alguém alemão, polonês e até austríaco, mas não em alguém brasileiro ou japonês. É óbvio que existem pessoas na vida real que não seguem essa ''regra'' ao nomearem seus filhos, entretanto nós queremos facilitar pro leitor, certo?! Ou seja, se você quer descrever uma personagem brasileira que vai morar nos Estados Unidos, não há problema em chamá-la de Francisca, mesmo que ela vá para solo americano, porque a nacionalidade dela é brasileira. Isso ajuda na contextualização/descrição. Afinal (voltando ao exemplo do Hans), se você ver esse nome, com outros nomes típicos alemães, o autor não precisará escrever que a história se passa na Alemanha, pois isso pode ser deduzido.


 No quesito tamanho dos nomes, acredito que o melhor caminho é a simplicidade. O que isso quer dizer? Significa que sempre tento colocar um nome mais simples ao lado de um sobrenome complicado. Ou vice versa: se o nome for complicado, coloco um sobrenome simples. Por que isso? Porque ajuda o leitor a gravar o nome do personagem, sem precisar apelidá-lo.



Espero que tenham gostado.
Comentem, divulguem e compartilhem para outros escritores!
Boa escrita!  (postagem nova toda terça-feira)

Postagem em destaque

Apresentação