terça-feira, 3 de abril de 2018

Publicar independente: prós e contras

Dentre os escritores, não há consenso se o melhor é a forma de publicação independente ou aquela com editora. Só lembrando que ao publicar com uma editora, ainda há possibilidade de ser tradicional ou paga, mas isso é assunto do post da semana que vem.

PRÓS:
1) LUCRO MAIS RÁPIDO 
Após vender o mínimo de exemplares para ''pagar'' o investimento, você começa a ter lucro. E isso ocorre mais rápido do que ao ter uma porcentagem de direito editorial com editora.
2) VOCÊ NO COMANDO
É claro que nós temos o controle da nossa obra, mas ao estar numa editora, você está sujeito a certas determinações, como preço promocional, preço de venda, períodos de promoções...Se for independente, você decide TUDO.
3) MENOR CHANCE DE SER ENGANADO
Como você está participando mais ativamente de cada etapa, a chance de cair numa cilada é menor e caso isso ocorra, afetará uma etapa específica (com um custo específico), invés de todo o processo de produção do livro.


CONTRAS:
1) NÃO CHEGA A GRANDES REDES DE LIVRARIAS 
Grandes redes como Saraiva, Cultura, Curitiba, Americanas... Geralmente só vendem livros que tenham um selo editorial
2) PROJETO DE MARKETING
Você vai precisar investir MUITO em Marketing se quiser ser conhecido pelo público. E todo o gasto sairá do seu bolso. Em editoras, você acaba conseguindo isso pelo preço da proposta, porque muitas vezes eles fazem marketing para todos os livros que serão publicados por eles.
3) PROCURAR QUEM VAI FAZER O QUE
Você vai precisar contratar dezenas de pessoas para editar, diagramar, revisar. Então é um pouco mais trabalhoso, porque você terá que ''ir atrás'' de cada etapa

Esses são os principais pontos de prós e contras. Escrevam nos comentários o que acharam da minha lista! Semana que vem sairá a lista sobre as publicações com editoras.

Postagem em destaque

Apresentação