terça-feira, 26 de junho de 2018

Leitor Beta: O que é? O que faz?

  Leitor Beta pode ser considerado o ''Sancho Pança'' para o nosso ''Dom Quixote''. Ele será a primeira pessoa que lerá o texto após a revisão do autor. Ou seja, você lê => o leitor beta lê => você avalia de novo, ponderando as considerações do leitor beta. 
Resultado de imagem para dom quixote e sancho pança Basicamente, esses leitores farão as primeiras avaliações da obra:
- verão o que funciona ou não na história (incluindo até o nome dos personagens)
- se a história é fluida ou se há pontos confusos
- se há erros grosseiros de ortografia (os erros mais complexos serão identificados pelo revisor)
- se os capítulos estão coordenados
- se a ideia está ''original'' ou se está muito cópia de outros livros
....
  Resumindo... Ele vai dar a primeira visão como leitor. É óbvio que você pode discordar das opiniões e até tentar ''defender'' os personagens, principalmente em livros que terão continuação, porque os leitores não saberão o que virá no livro seguinte, e você sim. Apesar disso, é importante ter em mente os 5 pontos abaixo antes de escolher alguém para ''betar'' o seu texto.
1- o leitor deve gostar do gênero do seu livro
2- deve ser uma pessoa de confiança
3- deve ter experiência com leitura (ler com frequência e gostar de ler)
4- deve ter mente aberta/ saber discutir as ideias sem brigar
5- deve ser sincera ao falar sua opinião

  Todos esses pontos acima são importantes, porque eles contribuirão direta ou indiretamente para que você tenha uma boa avaliação e possa posteriormente discutir como melhorar a sua obra. Por exemplo: sem poder debater depois, nem adianta escutar a avaliação daquela pessoa; e sem ter confiança, você terá medo de que a obra seja plagiada, diante da ausência de registro da obra nesta etapa. Logo, cuidado ao escolher alguém para betar o seu texto! 
  Você pode encontrar leitores beta em grupos para escritores/leitores, buscar ajuda com familiares, amigos...NÃO há regra. 

Mãos à obra! Quem é(são) o(os) seu(s) ''Sancho Pança(s)''?

terça-feira, 19 de junho de 2018

Por que usar pseudônimos?

  Vários escritores utilizam pseudônimos quando querem arriscar um gênero literário novo, para fugir de perseguições, evitar que os leitores o reconheçam, facilitar a memorização daquele nome artístico... Há centenas de razões para essa escolha.
  Eu, por exemplo, assino minhas obras como R. Soares a fim de que caso algum leitor seja atendido por mim (estou cursando Medicina atualmente) não haja conflito de ideologias entre ''eu MÉDICA'' com o paciente. É claro que ''a escritora'' e ''a médica'' serão a mesma pessoa, porém, no ambiente hospitalar, eu gostarei de ser vista como a profissional que pratica medicina e não a escritora que publicou obras sobre tráfico de drogas, política, romance...
  Quanto à escolha do nome, existem várias opções. Você pode escolher um pseudônimo que não tenha relação com o seu nome e portanto, aumentando o grau de distanciamento. Ou pode escolher um que lhe ''esconda'', mas nem tanto. Tal como é o meu caso de R. Soares. Segundo uma pesquisa da revista Super Interessante, Nelson Rodrigues utilizava um pseudônimo feminino para poder escrever outro gênero literário, enquanto Stephen King, o gênio dos trillers, publicou várias obras sob o pseudônimo de Richard Bachman, o qual tinha até uma mini biografia para dar mais credibilidade. Portanto, vocês podem ver que vários escritores usaram, usam e/ou usarão esse recurso. 
  É impossível dizer uma fórmula para criar o nome perfeito. Acredito que isso seja por afinidade e objetivo. Teste, repita em voz alta, assine com o novo nome e veja se você se identifica. 
  Boa escrita!   


Site da super interessante com mais pseudônimos famosos: https://super.abril.com.br/blog/superlistas/8-escritores-e-seus-pseudonimos-que-voce-provavelmente-ainda-nao-conhecia/

terça-feira, 12 de junho de 2018

Tríade da Aprovação no Vestibular/Enem

Equilíbrio entre alimentação adequada, estudo e descanso é a tríade de sucesso dos estudantes aprovados. 

  Vários estudantes acham que o segredo do sucesso está em: estudar até cair no sono, tomar doses absurdas de café e/ou outros estimulantes e descansar pouco. NÃO. Estudar é importante, mas todas as provas, especialmente provas longas como ENEM, exigem resistência. E para ter resistência, você deve estar bem alimentado e descansado.
  Sei que é um período estressante e cheio de dúvidas. Afinal, você não sabe se irá passar, se está fazendo a escolha certa e se precisará se mudar para longe da família depois que for aprovado. Além disso, há a questão das faculdades particulares e públicas + a enorme concorrência. Independente disso, se você fizer a sua parte e cuidar dessa tríade, garanto que suas chances ficam bem maiores.
  Em todas as minhas provas de vestibular e enem existiam estudantes que:
- cochilavam
- distraiam-se com balas, chicletes, chocolates, frutas e salgadinhos
- derrubavam garrafas de água em cima da prova
- marcavam questões erradas no gabarito
- rasuravam o gabarito
- assinavam no local errado
....
  Eu poderia ficar citando centenas de exemplos. E a maioria deles poderia ser evitada se eles estivessem mais calmos. ''Ah, mas é impossível ficar calmo quando (parece que) seu futuro depende de uma prova''. OK, eu entendo. Porém, ninguém disse que esta tarefa seria fácil. Inclusive essa foi uma das razões pelas quais eu considero o vestibular uma prova de resistência. Vence quem está melhor preparado.
  Alimentação é a base. Sem nutrientes adequados e com pouca água no organismo, você pode ter uma dificuldade de concentração e de aprendizado. Ou seja, BEBA ÁGUA  + COMA da forma mais SAUDÁVEL possível.
  Estudo é um item óbvio. Você precisa de conhecimento para responder as questões. Então pratique com simulados, faça redações, treine com provas antigas e estude a teoria.
  Quem está descansado perde menos questões por falta de atenção e isso reduzem os riscos de você assinalar o gabarito incorretamente. Acredite, isso acontece bastante. Logo, tenha uma rotina de descanso, fazendo pausas regulares entre os estudos para dar tempo ao cérebro de absorver tudo.

BOA PROVA!!

Assista ao conteúdo do canal - vídeo sobre Dicas para redação ENEM => https://www.youtube.com/watch?v=1s1-GXGwmRE&t=70s

terça-feira, 5 de junho de 2018

Faça amigos, NÃO se isole!

  Cidade nova, amigos novos, casa nova. Para muitos, o início na rotina da faculdade será acompanhado por outras novidades e desafios. Sei que fazer amigos nem sempre é fácil, especialmente se a pessoa for mais tímida. Isso requer diálogo, procura por pontos em comum e tempo.
  Quando a pessoa é naturalmente comunicativa, socializar é algo simples, tal como escovar os dentes ou escolher uma roupa. Porém, se você for mais tímido, o ''antissocial'' do grupo, isso pode ser comparado ao primeiro dia atrás do volante de um carro. É assustador. E no caso da faculdade, você começa a pensar coisas como: será que vão gostar de mim? Terei amigos para os seis/ cinco/ quatro/ três anos? Com quem vou almoçar? Ele/ela é uma pessoa confiável? Se eu quiser ficar um pouco sozinho vão me chamar de antissocial? .....
  Mesmo assim, o meu conselho é: vá em frente! Ficar sozinho será um martírio quando você precisar de um ombro amigo após os problemas da faculdade. Por isso, quanto antes você tiver alguém para desabafar, dividir uma pizza em um domingo à noite, descontrair após provas difíceis e receber conselhos, será melhor.
  Não se isole. Nem sempre você encontrará o seu BFF no primeiro contato!

Postagem em destaque

Apresentação